Feng Shui (風水)

Feng (风 no ideograma simplificado ou 風 no tradicional) significa Vento e Shui (水) Água- Vento e Água. Elementos importantes da nossa natureza cuja característica principal é o fluir.

Enquanto ciência o Feng Shui teve suas origens na China há mais de 4.000 anos, como o estudo dos lugares mais adequados para uma determinada construção e das características desta para o bem estar e a saúde de todos.

Feng Shui, portanto, não tem nada de místico, implica num conhecimento profundo de geografia, arquitetura e decoração. Feng Shui é o estudo do macro e micro ambiente para o benefício da saúde humana. Em termos mais simples, onde e como devemos construir nossa casa para que ela seja fonte de saúde e bem estar.

O primeiro ponto a ser estudado é a posição do Sol, o segundo as características do vento e terceiro os cursos de água.

No hemisfério sul, o Sol, cujo eixo de incidência dos raios solares esta na linha do equador, está com maior intensidade ao norte. Assim, em regiões de clima mais quente, se construimos nossa casa com a maioria das dependências voltadas para o norte essas tenderão a ficar mais quentes, aumentando a necessidade de aparelhos climatizadores.

Por outro lado se construimos nossa casa em regiões mais frias, a maior disposição de cômodos voltados para a face norte, aproveitara melhor a incidência dos raios solares, aquecendo os ambientes e os deixando mais aconchegantes.

Em segundo lugar as características dos ventos. Existem lugares onde os ventos são naturalmente mais fortes, os chamados corredores de vento, e lugares onde, poeticamente, sopra uma brisa.

Se construimos nossa edificação nos chamados corredores de vento corremos o risco de termos que reparar nosso telhado com muita frequência, pois sua força, muitas vezes subestimada, faz telhas de cimento voarem como folhas de papel.

Isso vale também para nossas construções internas. Se temos janelas voltadas para os corredores de vento com janelas ou portas em direção oposta o vento será encanado e teremos o que se chama em Medicina Chinesa de Vento Perverso (Xie Qi -邪氣).

Em Medicina Chinesa existem várias doenças associadas ao Vento, tais como resfriado, gripe, sarampo, rubéola, catapora, herpes simples e Zoster, malária, febre amarela, Zika e agora a pneumopatia por coronavírus. Neste caso, quando a doença se espalha numa velocidade rápida, esse fator patogênico é denominado Fator Epidêmico.

O terceiro ponto importante está relacionado aos cursos de rios; a Água é nossa fonte da vida, mas também pode ser causadora de muitos problemas, inclusive de doenças.

Temos acompanhado, nesses últimos dias de chuvas intensas, várias catástrofes causadas pela água. Inundações, deslizamentos de terra e nas praias ressacas, além das mortes acidentais doenças como leptospirose, causada por urina de ratos nas águas de enchentes.

As casas com ambientes muito úmidos, por falta de insolação ou por terem sido construídas em terrenos próximos a fluxos de água, são também causa de várias doenças a exemplo de problemas de rinite alérgica, sinusites, tosse com expectoração.

Estamos vivendo um momento sui generis de nossa história moderna, vários países assolados pelo Covid-19 estão tendo que adotar medidas dramáticas como confinamento doméstico das pessoas, a adoção do afastamento social urbano compulsório ou recomendado, tem como finalidade evitar o contagio interpessoal.

Se vamos ter que ficar em casa, devemos olhar, em muitos casos pela primeira vez, como é nossa casa, nosso microcosmo inserido dentro do macrocosmo de nossa cidade.

Num primeiro olhar, nos deparamos, que num grande centro como a cidade de São Paulo, mesmo nos chamados bairros nobres, estamos vivendo num adensamento populacional intenso, onde as habitações estão em condomínios verticais, geralmente muito altos, em construções paralelas próximas, seguindo a orientação da rua, onde convivem várias famílias com uma média de 2,5 pessoas por família.

Nosso primeiro problema: a insolação de nosso ambiente doméstico.

Orientadas para o alinhamento da rua, as construções deixam de se ajustar ao posicionamento do Sol, ficando ou muito quente ou muito fria, fazendo com que a temperatura interna seja regulada pelos aparelhos de ar condicionado. O ar interno, para ser eficiente, circula num sistema de ambiente fechado passando por filtros que nem sempre recebem o cuidado que merecem.

A esse ar viciado, na Medicina Chinesa chamamos de Vento Perverso, causador de doenças como apontamos acima. No período de inverno, nos ambientes mais frios é bastante comum o uso de aquecedores elétricos que consomem a umidade do ar, já escassa no inverno, causando assim várias doenças respiratórias. O Feng Shui aconselha nesses casos que vasilhas com água sejam dispostas pelo ambiente para manter a umidade relativa do ar acima de 60%.

Infelizmente nossos arquitetos modernos não se preocupam com a colocação de portas e janelas de modo a permitir uma circulação adequada e suave do vento, essas visam mais a funcionalidade da construção do que propriamente a ventilação.

Prestar atenção nas correntes de ar de sua casa e cômodos e ajustar graus de abertura e fechamento de portas e janelas para que o ar circule de modo adequado é fundamental para o convívio em ambientes fechados.

Em casas onde cômodos apresentam índice alto de umidade, geralmente reconhecido por manchas de bolor escuro nas paredes ou mofo nas roupas e guarda roupas, o uso de coletores de umidade, recipientes com material que absorve o excesso de umidade do ar, ou o uso dos aquecedores a resistência elétrica, que secam o a umidade excessiva são recomendados. Na Medicina Chinesa dizemos que é o Fogo (calor da resistência elétrica) controlando a Água (excesso de umidade ambiente). Além desses cuidados a disposição dos móveis também é muito importante, camas dispostas em lugares com o chamado “vento encanado” ou próximas de paredes ou pisos com umidade são desaconselhadas.

Dormir em ambientes sem circulação de ar, com portas e janelas fechadas, também é nocivo ao sistema respiratório. Banheiros são, por mais higienizados, lugares onde proliferam bactérias oriundas de nossa urina, fezes e corpo, além de serem áreas propensas a acúmulo de umidade, dormir com as porta do banheiro aberta, ou entreaberta, nas chamadas suites, é sinônimo de convidar os inimigos de nossa saúde para invadir nosso organismo.

As refeições em família devem se dar em locais com boa circulação de ar, não bastam os cuidados de higiene no preparo dos alimentos e sua manipulação, o ambiente onde se dão as refeições também têm que ser higiênicos, e aqui a circulação de ar é fundamental.

O mesmo vale para ambientes de lazer, hoje concentrado nas salas de TV, dever-se evitar que três ou quatro pessoas compartilhem o mesmo ar em um local fechado, ou mesmo arejado por ar condicionado, a ventilação do ambiente com a regulagem de abertura de portas e janelas e importantíssimo para a não difusão de doenças.

Finalmente, como se pode ver Feng Shui pode ser feito por qualquer pessoa que observe seu ambiente doméstico e o adeque para propiciar bem estar e saúde. Utilize seus fundamentos para combater esse e outros inimigos que afetam nossa saúde.

André Wan Wen Tsai – Presidente do Colégio Médico de Acupuntura de SP (CMAeSP)

Luiz Carlos Souza Sampaio – Diretor de Proteção ao Paciente do CMAeSP

Marcus Pai – Diretor de Marketing do CMAeSP

  • Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *