Acupuntura em destaque no Jornal Folha da Região

O Jornal Folha da Região publicou no dia 24 de abril de 2019 uma matéria com o Diretor do CMAeSP, Dr. Marcio Travaglini, médico especialista em Acupuntura e membro do Colégio Médico de Acupuntura de São Paulo.

Na entrevista, o médico esclarece e responde algumas dúvidas a respeito do tratamento da acupuntura para doenças do trato respiratório, como rinite e asma, que afetam pessoas de todas as idades.

Veja a matéria abaixo:


 

Acupuntura é importante aliada no combate às doenças típicas do outono e inverno

Outono e inverno são estações do ano em que se registra um acentuado aumento nos casos de doenças do trato respiratório como rinite e asma. Essas doenças afetam homens, mulheres, crianças e idosos. A Acupuntura Médica pode atuar de forma positiva nesses casos, melhorando a qualidade de vida dos pacientes.

Nem todo processo de rinite tem causa alérgica, mas pode também se apresentar como um processo chamado vasomotora, ou seja, uma mucosa nasal que reage devido a mudanças de temperatura.

Nos pacientes com rinites, tanto alérgicas como vasomotoras, os meios de ação básicos pelos quais atuam a acupuntura são provavelmente a diminuição e o controle dos processos inflamatórios que acometem a mucosa da superfície respiratória, eventualmente diminuindo sua sensibilidade e aumentando a capacidade e a resistência imunológica dos pacientes, diminuindo, assim suas exacerbações. Os pacientes com rinite que utilizam a acupuntura como opção de tratamento podem ter o benefício de fazer menos uso de medicação, tem menos crises e sintomas mais facilmente controlados do que os pacientes que só fazem uso de medicação alopática, além da melhora da qualidade de vida.

Os pacientes portadores de asma também podem se beneficiar do tratamento com acupuntura, com melhora do processo inflamatório das vias aéreas, diminuição de sintomas, melhora da qualidade de vida e também diminuição do uso de medicações.

Anamnese, exame clínico e exame otorrinolaringológico são importantes para a definição da melhor terapia. É preciso se informar do estado geral dos pacientes e das situações nas quais as crises aparecem, mas muitos possuem sintomas específicos que podem ser ininterruptos. Causas anatômicas locais, no caso de rinite, devem ser investigadas também.

O número de sessões necessárias também deve ser discutido com os pacientes, mas em fases agudas as aplicações podem ter maior frequência, diminuindo-as em épocas de remissão.

Sobre o auxilio da acupuntura no combate as doenças respiratórias o Dr. Marcio Travaglini, médico especialista em Acupuntura e membro do Colégio Médico de Acupuntura de São Paulo – CMAeSP esclarece algumas dúvidas a respeito do tratamento.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA ACUPUNTURA EM PESSOAS COM DOENÇAS RESPIRATÓRIAS?

A Acupuntura é um método de tratamento que pode ser utilizado na promoção da saúde e bem estar, na prevenção e no tratamento de doenças. Desta forma melhora o equilíbrio das pessoas e sua capacidade de resposta frente as doenças em geral. Dentre as doenças respiratórios as rinites e a asma brônquica em especial têm boa resposta ao tratamento.

Para pacientes que sofrem com rinites, tanto alérgicas como vasomotoras, a Acupuntura pode agir na diminuição e controle dos processos inflamatórios que acometem a mucosa da superfície respiratória, eventualmente diminuindo sua sensibilidade e aumentando a capacidade e a resistência imunológica dos pacientes, diminuindo, assim suas irritações. Em alguns casos, os pacientes com rinite, após a aplicação da Acupuntura, diminuem o uso de medicação, têm menos crises e os sintomas são mais facilmente controlados do que os pacientes que só fazem uso de medicação alopática, além da melhora da qualidade de vida geral, sistema imunológico, etc.

Já para os pacientes portadores de asma persistente leve a moderada a Acupuntura atua na melhora do processo inflamatório das vias aéreas, diminui os sintomas como tosse, falta de ar e despertar noturno, com melhora da qualidade de vida e também diminuição do uso de medicações.

O mecanismo de ação da Acupuntura funciona a partir da inserção da agulha que estimula terminações nervosas presentes na pele e nos tecidos subjacentes, principalmente nos músculos. Esses estímulos seguem pelos nervos periféricos até o sistema nervoso central (medula e cérebro), o que faz liberar diversas substâncias químicas conhecidas como neurotransmissores que desencadeiam uma série de efeitos importantes, tais como, analgésico, antiinflamatório e relaxante muscular, além de uma ação moduladora sobre as emoções, os sistemas endócrino e imunológico e sobre várias outras funções orgânicas.

Sendo assim, ela também é indicada para tratar os sintomas desagraváveis causados pelas gripes e resfriados, tais como dores no corpo e mal estar geral.

EXISTE ALGUMA CONTRA INDICAÇÃO?

De maneira geral a Acupuntura é um procedimento seguro, desde de que realizada por profissional habilitado para avaliar o paciente e realizar o diagnóstico de doenças e a aplicação de agulhas. É um tratamento invasivo, então além de conhecer bem os pontos e técnicas de aplicação o profissional precisa de conhecimento da anatomia humana, pois a aplicação é realizada em regiões do corpo próximas de vasos sanguíneos, nervos e órgãos. É contra indicada a aplicação de Acupuntura em áreas com lesões de pele, lesões vasculares ou queimaduras. Ela pode ser usada com segurança em pacientes gestantes, evitando-se a região do abdômen e o uso de alguns pontos.

A PARTIR DE QUE IDADE PODE REALIZAR O PROCEDIMENTO?

A Acupuntura pode ser aplicada em pessoas de todas as idades, inclusive bebês e crianças, idosos e gestantes.

QUAIS OS TIPOS DE PROFISSIONAIS APTOS A REALIZAR O PROCEDIMENTO?

Essa é uma questão muito séria e que deve ser tratada com objetividade. Então é importante ressaltar que, antes de se iniciar qualquer tratamento por Acupuntura para doenças respiratórias ou qualquer doença, é preciso realizar uma entrevista detalhada que chamamos de anamnese, examinar o paciente e se necessário solicitar exames, para termos a definição do diagnóstico e a melhor indicação do conjunto de orientações e tratamentos para cada paciente. Além disso, falando em doenças respiratórias, nos casos de infecções, de alterações anatômicas do sistema respiratório, do câncer e a de outras doenças associadas, o paciente corre riscos se tratados exclusivamente por Acupuntura.

ACUPUNTURA SUBSTITUI OS MEDICAMENTOS NOS CASOS DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS?

A Acupuntura é uma terapia complementar que pode, sim, auxiliar na diminuição do uso de medicamentos, mas em casos de pacientes crônicos, por exemplo, ela deve ser utilizada em conjunto com os medicamentos para que o paciente tenha resultados satisfatórios. Isso vai depender de cada caso e dos resultados da anamnese.

EM QUAIS CASOS ISSO PODE ACONTECER? (EM RELAÇÃO AOS REMÉDIOS)

Poderá acontecer nos casos onde o segmento clínico criterioso realizado com o paciente pelo médico demonstrar estabilidade do quadro clínico do paciente sem o uso de medicação. Por exemplo, nos casos de pacientes com asma que é uma doença inflamatória crônica, a Acupuntura pode ser usada de forma preventiva nos períodos fora das crises, levando a diminuição do número e da intensidade das crises.

QUANDO UM PACIENTE DEVE PROCURAR A ACUPUNTURA PARA TRATAR SEUS PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS?

A Acupuntura pode ser indicada tanto como auxiliar no tratamento de casos agudos de rinites, asma leve a moderada e quadros gripais, como para o tratamento preventivo fora das crises.

É UM PROCEDIMENTO SEGURO?

Como comentamos anteriormente é seguro, desde que realizada por profissional legalmente habilitado. Mas, apesar de raramente acontecer, um erro na aplicação de agulhas sobre o tórax do paciente pode por exemplo perfurar um pulmão e causar uma urgência médica.

No caso dos médicos, estes além de formados em faculdades de medicina que os deixam aptos a fazer diagnóstico e tratamentos das diversas doenças, fazem cursos de residência médica ou de especialização em Acupuntura e se submetem a provas de título de especialista, tendo a sua atividade profissional supervisionada pelo Conselho Federal de Medicina – CFM. No Estado de São Paulo, o órgão oficial que congrega os médicos Acupunturiatras promovendo eventos científicos e a ética profissional é o Colégio Médico de Acupuntura de São Paulo – CMAESP (http://cmaesp.org.br).

EXISTE ALGUM EFEITO COLATERAL?

Praticamente não, o que pode acontecer é o paciente ficar um pouco sonolento e relaxado após a sessão de Acupuntura. Eventualmente um pequeno hematoma no local da aplicação pode ocorrer.

QUAL A SENSAÇÃO DO AGULHAMENTO?

Alguns pacientes relatam um pequeno desconforto no local do agulhamento, mas totalmente suportável.

  • Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *